WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

"equinos-folhas-de-bananeira-possoa-dar"

Bananeira na alimentação de galinhas? Como assim?

Bananeira na alimentação de galinhas? Sim, bananeira! Para quem quer saber mais sobre isso, a bananeira pode também constituir um bom alimento para as aves, quando a criação está localizada em região onde esta cultura é explorada. Os frutos imprestáveis à alimentação do homem e mesmo os troncos e folhas podem ser fornecidos às aves que os consomem com voracidade.

Dicas para cuidar de equinos trabalhadores

A imunização dos equinos trabalhadores é prática de fundamental importância para a rentabilidade do negócio, não apenas para a manutenção da saúde da tropa de lida. A vacinação deve ser ministrada em todos os cavalos de trabalho contra várias doenças, as mais comuns: raiva, tétano, gripe equina e encefalomielite equina.

Bananeira: doenças causadas por bactérias, vírus e fungos

Ao longo do ciclo de desenvolvimento da bananeira, bactérias, vírus e fungos podem acometer a frutífera. Consequentemente, a lavoura de banana pode ser dizimada, o que pode resultar em prejuízos incalculáveis ao bananicultor. Como exemplos de doença bacteriana, virótica e fúngica, temos murcha bacteriana, mosaico da bananeira e sigatoka negra. As fúngicas são as mais comuns.

Tenomiectomia do extensor digital lateral em equinos: quando indicar?

Tenomiectomia do extensor digital lateral consiste na remoção do tendão e de parte do músculo extensor digital lateral. A cirurgia tem como objetivo o tratamento do arpejo em equinos. “A Tenomiectomia é indicada em casos de arpejo ou hipertonia reflexa equina, que consiste na hiperflexão involuntária do membro pélvico de equinos”

Dicas essenciais para a realização de procedimentos odontológicos em equinos

De acordo com o Prof. Dr. Luiz Fernando Rapp de Oliveira Pimentel, do Curso CPT Odontologia Equina a Campo, “O atendimento odontológico do equino não é, ao contrário do que comumente é falado, um procedimento clínico”. Portanto, ao aparar pontas de esmalte exuberante dentárias (PEED), por exemplo, o médico veterinários, especialista em odontologia equina, está modificando um tecido (o esmalte dentário) e, portanto, realizando um procedimento cirúrgico. Como tal, o profissional, obrigatoriamente, deve se comportar como cirurgião.

Odontologia equina: distúrbios de oclusão

Os equinos são animais de pastoreio contínuo. Em seu habitat, os equinos mastigam por um tempo que equivale até setenta e cinco por cento do dia, com hábitos de pastoreio seletivo. Cavalos confinados em baias, com livre acesso à forragem, podem exibir os mesmos hábitos alimentares e normalmente comem até 20 horas por dia, em sessões que duram de 10 a 30 minutos.

Odontologia equina: Erupção molar assincrônica

A oclusão funcional ideal em equinos ocorre quando há uma perfeita sincronia de erupção de dentes molares e pré-molares e seus dentes antagonistas. “Alguns casos de degrau ou ondulação oclusal são resultantes da assincronia da erupção do dente permanente e seu antagonista mandibular e maxilar”, explica o Prof. Dr. Luiz Fernando Rapp de Oliveira Pimentel, do Curso CPT Odontologia Equina: Diagnóstico e Intervenções em Odontopatias Congênitas e Adquiridas.

5 dicas para realizar a oroscopia equina

Segundo o Prof. Dr. Luiz Fernando Rapp de Oliveira Pimentel, do Curso CPT Odontologia Equina: Diagnóstico e Intervenções em Odontopatias Congênitas e Adquiridas, “Antes de iniciar a oroscopia, faça uma inspeção a olho nu e a palpação digital da cavidade oral. Faça a inspeção inicial sem lavar a boca, assim poderemos identificar os pontos de acúmulo de alimentos. Então, retire os alimentos aprisionados e lave a boca com água sob pressão.”

Veterinário de equinos? Conheça o exame semiológico do sistema nervoso

O exame semiológico do sistema nervoso é fundamental para interpretar e diagnosticar doenças do sistema nervoso de equinos. "O exame começa pela avaliação do estado mental do animal, sua postura, alterações anatômicas e deambulações", explica Maria Gazzinelli Neves, professora do Curso CPT Doenças de Equinos. Deve ser feito, também, o exame criterioso dos seguintes pares de nervos:

Úlcera gástrica em equinos: causas, sintomas, diagnóstico e tratamento

A úlcera gástrica pode acometer equinos adultos ou potros e pode resultar em prejuízos ao criador de cavalos. A doença forma lesões na mucosa gástrica do animal afetando a barreira de glicoproteínas e alcançando a camada muscular. Trata-se de uma enfermidade que ocorre devido a um desequilíbrio entre os fatores agressivos da mucosa.

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!