WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

"quantos-dias-pode-utilizar-o-leite-da-vaca-apos-o-parto"

Alergia ao leite de vaca? Experimente o leite de cabra!

Alergia ao leite de vaca? Experimente o de cabra! O leite de cabra é muito similar ao leite de vaca no que se refere às proporções de água, gordura, proteína e lactose presentes. Tem alto valor nutritivo e é conhecido, contendo os elementos necessários à nutrição humana, como açúcar (lactose), proteínas, gorduras, vitaminas, ferro, cálcio, fósforo e outros minerais.

Por que alimentar bem as vacas no pré-parto?

Você sabia que o período pré-parto das vacas é composto pelos 21 dias antes do parto e faz parte do período de transição, que engloba os 21 dias antes do parto e os 21 dias após o parto? Sabia também que no pré-parto a vaca ainda está no período seco, que é uma pausa na lactação fundamental para a recuperação das glândulas mamárias e renovação das células para uma futura nova lactação?

Cabra, vaca ou humano: conheça as características desses leites

Quadros (2008) observa que os leites de cabra, de vaca e de humano apresentam diferenças entre si, tanto na quantidade, quanto na classe da proteína. O leite de cabra pode ser utilizado por crianças alérgicas ao leite de vaca, ou pessoas que fazem tratamento quimioterápico, pois pode diminuir a queda dos cabelos. A porcentagem média do teor de proteína do leite de cabra é de 3,98%, distribuído na forma de caseína, lactoalbumina e nitrogênio não proteico. A caseína é predominante, com aproximadamente 80% desse composto.

Principais causas do vazamento do leite em vacas secas

No período de secagem, tanto o volume de leite como a pressão no úbere aumentam significativamente com o acúmulo de leite. Como consequência, ocorrem vazamentos nos tetos da vaca, o que favorece a penetração de bactérias causadoras da mastite. Geralmente, alguns sinais comprovam essa disfunção, como fluxo de leite dos tetos ou leite no chão logo abaixo do úbere da vaca.

Identificação do cio em vacas leiteiras - importância para o produtor

Para obter um intervalo entre os partos de 12 meses, e alcançar maior eficiência produtiva, é preciso que a vaca leiteira emprenhe até 90 dias após a parição, apesar de no Brasil este tempo médio ser de 18 meses. Não detectar o cio de vacas a tempo em propriedades leiteiras é uma falha que custa caro à produção, já que a inseminação é atrasada, aumentando o intervalo entre partos, reduzindo a produtividade leiteira e o número de bezerras nascidas. Mas, os prejuízos não param por aí. Quando não se percebe o cio, o produtor tem seus gastos elevados, pois tem de custear a manutenção de vacas improdutivas.

Dietas para vacas no pré-parto? Aprenda alguns segredos aqui!

Se você, pecuarista de sucesso, precisa dar aquela incrementada na alimentação de suas vacas no período que antecedo ao parto, saiba que podemos ajudar. Acompanhando essa matéria até o final, você aprenderá os segredinhos de uma dieta balanceada e forte. Vamos lá? A primeira coisa a saber sobre a alimentação de vacas no pré-parto é que, atualmente, “as dietas são formuladas com menor densidade energética, proporcionando, mesmo com o menor consumo total de nutrientes, o maior consumo de matéria seca. Isso leva a um menor desafio para o rúmen e para o fígado da vaca”,

Inseminação artificial em gado de leite: sequência da inseminação artificial

Detectado o cio, a vaca ou novilha deve ser levada para o curral e identificada para ser inseminada no momento adequado. A partir de então, iniciam-se os passos da inseminação propriamente dita. Na checagem dos registros, a vaca e os materiais utilizados para inseminar são preparados. O primeiro passo é verificar na ficha da vaca se existe alguma informação que possa impedir a sua inseminação. Não se deve inseminar vacas com menos de 35 dias de parida ou que tenham apresentado cio há menos de 18 ou mais que 24 dias. Em seguida deve-se conferir se todos os materiais a serem usados na inseminação encontram-se disponíveis e limpos. Verifica-se, também, onde o sêmen escolhido encontra-se no botijão.

Leite de vaca ou leite de cabra: qual o melhor para fabricar sorvete?

De acordo com pesquisas feitas pela Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA), da Universidade de São Paulo (USP), pode-se considerar como características favoráveis à fabricação de sorvete com leite de cabra: - A a-S1-caseína, considerada a principal causadora de alergias ao leite de vaca, tem um teor muito reduzido no leite de cabra. - Por ser antialérgico, ele é digerido mais facilmente, e alguns autores apontam um nível ligeiramente maior de vitaminas A, B1, B12, C e D.

Responda: Quantos dias dura o período seco das vacas?

Considera-se que o período pré-parto das vacas, também conhecido como período seco, dura 60 dias. Esse período é muito importante para que a glândula mamária (células da glândula) se regenere e a vaca tenha uma lactação normal, ou seja, expresse todo o seu potencial de produção de leite, desde que a alimentação não limite o processo.

O desafio de todo pecuarista? Alimentação de vacas leiteiras no parto e pós-parto

A alimentação de uma vaca de alta produção continua sendo um desafio, principalmente no início da lactação, quando o consumo de matéria seca pode ser o fator limitante para sua produção de leite. “Não há apenas o aumento do requerimento nutricional mas também o de sua densidade na dieta, para superar o limitado consumo que ocorre nesta fase, portanto, fornecer uma dieta balanceada, neste e nos demais períodos, é a chave para o sucesso”, explica Dr. Luciano Patto Novaes, professor do Curso CPT Manejo da Vaca Gestante no Parto e Pós-Parto.

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!