WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

"vegetais-cultivados-em-terra-roxa"

Cultivo de urucum - principais cultivares para fins comerciais

O urucueiro é uma planta arbustiva, designada botanicamente de Bixa orellana L., que pertence à família Bixaceae. É uma planta ereta e que, normalmente, atinge alturas entre 3,5 a 4,0 m, porém, dependendo do manejo adotado, da idade da planta e das condições de clima e solo em que é cultivada, pode-se encontrar plantas de urucueiro de até 10 m de altura. Todas estas caracteristicas dependerão também do tipo de cultivar escolhido para ser produzido. No Brasil, as cultivares de urucum que são mais indicadas para os cultivos comerciais são: Bico-de-Pato, Peruana Paulista, Piave Vermelha e a Peruana Pará.

Quer cultivar vegetais em um espaço pequeno? Conheça algumas opções

Os vegetais fazem parte da alimentação de quase todas as famílias brasileiras e, por isso, são considerados alimentos indispensáveis para a população. Melhor do que ir ao mercado e escolher o “mais bonito”, é plantar e colher em casa vegetais sempre frescos. Porém, muitas pessoas não dispõem de um local amplo e acabam pensando que esse “benefício” é impossível.

Cogumelo Champignon - estruturas de produção e sistemas de cultivo

No início do século, cultivava-se o champignon no solo e ao ar livre, mas com o desenvolvimento de novas técnicas, aumentou-se o número de opções de sistemas que podem ser utilizados para o cultivo deste tipo de cogumelo, com controle das condições ambientais prolongando o cultivo durante o ano todo. Atualmente, no Brasil tem-se consagrado o cultivo do champignon em sacos plásticos dispostos em prateleiras de madeira ou metálicas, no interior de galpões ou câmaras de alvenaria.

Restauração florestal: necessidade de consumo de recursos naturais

Embora a preservação dos remanescentes de vegetação natural seja de extrema importância, em determinadas situações, a necessidade de consumo de recursos naturais pode conflitar com essa preservação, tornando inevitável a supressão da vegetação. "Existem situações em que o licenciamento ambiental para atividades de mineração, represamento de cursos d’água para construção de hidroelétricas, abertura de estradas e outros, permite que a vegetação seja suprimida, e, nesses casos, a compensação ambiental consiste na restauração da vegetação nativa em outra área, dentro da mesma bacia hidrográfica, geralmente, em uma proporção de 2:1 ou 3:1, ou seja, para cada hectare desmatado, devem ser restaurados dois ou três hectares de floresta"

Produção de alface: cultivos convencional e hidropônico

A alface (Lactuca sativa) é uma hortaliça anual ou bienal cultivada desde o ano 500 a.C.. Proveniente do mediterrâneo, a alface pode ser cultivada de várias formas, mas os cultivos convencional e hidropônico merecem destaque. Atualmente, existem inúmeras variedades de alface, com formas, tamanhos, texturas e cores diferentes. Todas saborosas, especialmente em saladas.

Horta: vegetais cultivados em pequena quantidade para o consumo próprio

Assim como alguns condimentos e ervas, há uma extensa variedade de vegetais que podem ser facilmente cultivados em pequenos jardins, hortas ou espaços, para o consumo próprio. Cultivar a própria horta tem inúmeras vantagens, como consumir alimentos frescos, colhidos na hora, livres de produtos químicos pesados, pragas e doenças.

Vegetais desidratados - matéria-prima: qualidade, custo, cultivo, colheita, variedade, maturação e armazenamento

A qualidade, o custo, o cultivo, a colheita, a variedade e a maturação das hortaliças e dos legumes, que serão matéria-prima para a fabricação de vegetais desidratados, é fundamental para se obter um produto final de boa qualidade, além de diminuir os custos das operações de preparo para a secagem e, principalmente, aumentar o rendimento do produto desidratado.

5 importantes práticas agronômicas em cultivo de milho

No cultivo de milho, existem práticas agronômicas, que vão desde o tratamento das sementes até a dessecação antecipada. Por meio dessas técnicas de manejo, o produtor de milho alcança excelentes resultados, como maior produtividade da lavoura e rentabilidade dos negócios. Logo abaixo, destacamos 5 principais práticas agronômicas para cultivo de milho.

Cultivo do cogumelo Shiitake em substratos com esterilização ou pasteurização severa

O cultivo do shiitake pode ser efetuado em toras de madeira ou em substratos com pasteurização severa ou esterilização, esse último denominado cultivo axênico. O cultivo axênico é efetuado em blocos de substrato enriquecido, constituído de 80% de serragem e/ou bagaço de cana-de-açúcar e 20% de farelos de trigo e/ou arroz.

Café Orgânico - áreas com remanescências e policultura

O plantio do café orgânico deve ser realizado, deixando-se que a vegetação de cobertura, nas áreas vazias, assim como nas entrelinhas de plantio, se recupere. O cafeicultor de lavouras orgânicas também deve deixar palhas e restos de culturas para evitar a erosão. Dessa forma, o terreno deve ser limpo somente nas linhas de plantio, permitindo que os outros espaços sejam vegetáveis. Esses cuidados são para promover a conservação de áreas com remanescências da vegetação natural e de reflorestamento. Também, tem o objetivo de manter o equilíbrio biológico do agroecossistema, prever a construção de barreiras de retenção dos sedimentos nos escoadouros e construir caixas de contenção para recebimento dos excessos de águas pluviais. Além disso, os tratamentos visam a promover a arborização da área, ou seja, as árvores se transformam em barreiras como quebra-vento e para demasiada exposição aos raios solares.

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!