WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Por que o cultivo de shiitake é vantajoso? Por onde começo?

O shiitake é o segundo cogumelo mais consumido no mundo e seu cultivo apresenta várias facilidades

Shiitake - imagem ilustrativa

Augusto Ferreira, professor do Curso CPT Cultivo de Cogumelo Shiitake, destaca que o cultivo do shiitake – segundo cogumelo mais consumido no mundo –  apresenta diversas facilidades ao produtor, como insumos de baixo custo, manejo simples e seguro, mercado consumidor crescente e iguaria altamente nutritiva e com propriedades medicinais.

Todas essas características fazem desse cogumelo uma alternativa real para quem possui pouca área disponível, mas deseja executar uma atividade que seja, ao mesmo tempo, lucrativa e terapêutica. As projeções de crescimento desse cultivo são boas e nosso país tem potencial para se destacar no mercado internacional.

Os cogumelos, no geral, ganharam seu espaço na cozinha dos brasileiros e hoje estão presentes até mesmo na mesa das camadas mais populares, despontando como um alimento saboroso e, ao mesmo tempo, nutritivo. É fácil encontrá-los em pizzas, sanduíches, em salgados e em pratos, como o famoso estrogonofe.

Informações básicas para o cultivo de cogumelos

Geralmente, os substratos utilizados são: madeira, maravalha, palhada ou feno. No caso do shiitake, utiliza-se o eucalipto. Esses fungos preferem locais com clima mais ameno, variando entre 12°C a 25°C. A área mínima é, de fato, mínima, isto é, não é necessário dispor de grandes espaços para cultivar o shiitake. A ciclo para a colheita pode varia de 45 a 180 dias e os custos com a produção são proporcionais à tecnologia que se deseja adotar.

Cultivando o shiitake

- Em toras de madeira

É comum que o cogumelo seja cultivado em toras de madeira, o que reproduz a forma como ele cresce naturalmente. Os cogumelos shiitake se desenvolvem a partir da umidade e dos nutrientes presentes na madeira, nos galhos e nos troncos de árvores, funcionando como um fungo decompositor de madeira. Logo, para cultivos com objetivo comercial não tão exponencial, a área não precisa ser grande, como um quintal, um abrigo ou um galpão pequeno – desde que seja arejada.

- O que é necessário?

Para iniciar esse tipo de cultivo, são quatro os principais “ingredientes”: toras de madeira verde (sendo mais comum a utilização das toras de eucalipto) com medidas que variem entre 1,5m e 2,0m; as sementes do shiitake, que são fungos; parafina; e uma furadeira.

- Como cultivar?

O primeiro passo consiste na utilização da furadeira para criar os furos onde as sementes serão depositadas. O ideal é que se utilize a broca 12 e que os furos possuam 2cm de profundidade e 5cm de distância. Depois de alocar as sementes nos furos, sele-os com parafina líquida derretida para que as sementes não caiam – não se preocupe, pois os fungos conseguem romper essa camada de parafina.

Após a selagem com a parafina, empilhe as todas (caso você utilize mais de uma) de forma cruzada e sobrando um espaço entre elas e mantenha todas sempre à sombra. O importante é evitar que o sol incida diretamente sobre essas toras, porém, não é necessário que elas sejam colocadas em locais fechados.

Diariamente, será necessário molhar as todas e, dependendo das condições climáticas, isso pode ter que ser feito pelo menos duas vezes ao dia. Recomenda-se manter a tora sempre úmida e em um local que simule um ambiente de chão de floresta, com muita sombra e umidade.

Já próximo ao fim, o fungo fica aproximadamente 110 dias digerindo e absorvendo os nutrientes, terminando na fase reprodutiva, quando produz frutos e deixa a tora branca, cheia de fungos. A partir do momento em que as toras adquirem esse aspecto esbranquiçado, é hora de colocá-las em um local abafado, livre de ventos e com temperatura entre 22°C a 25°C, condições necessárias para que os fungos nasçam – o que leva 24h. Ao se abrirem totalmente, podem ser colhidos e consumidos.

 


Conheça os Cursos CPT da Área Cogumelos Comestíveis:

Cultivo de Cogumelo Shiitake
Cultivo de Cogumelo Shiitake em Substratos
Cultivo de Cogumelo Shimeji e Hiratake

Fontes: Globo Rural – revistagloborural.globo.com
Green Me – greenme.com.br
por Renato Rodrigues

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!