WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Fale com uma Especialista
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Informações importantes para iniciar a criação de curiós

Os curiós se destacam por ser a preferência de vários criadores de pássaros

Curió - imagem ilustrativa

A criação ilegal de aves tem provocado uma redução significativa no número de indivíduos de uma mesma espécie, impulsionada pelo tráfico ilegal. Além disso, há também a destruição de grande parte do habitat delas, o que contribui para essa diminuição e para a consequente extinção de muitos animais.

Fábio Hosken, professor do Curso CPT Criação Comercial de Curiós e Bicudos, destaca que os criadouros domésticos legalizados constituem uma das formas mais importantes de preservação das espécies, especialmente daquelas que, de alguma maneira, despertam interesse, seja pelo canto, porte ou valentia, como é o caso dos curiós.

Entretanto, como em qualquer criação, o que irá ditar o sucesso de um criador é sua capacidade técnica em relação ao manejo correto das aves. Para isso, diversas informações são importantes para quem deseja investir nesse tipo de criação. Apresentamos, a seguir, algumas delas:

Iniciando a criação

Em primeiro lugar, para que a criação seja legalizada, é importante que o criador tenha um registro no IBAMA – Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis – e na SEMA – Secretaria Estadual de Meio Ambiente –, vinculada ao Sispass. Ao adquirir aves de outros criadores, é fundamental assegurar que eles também estão devidamente registrados autorizados a praticar essa atividade. Com relação às aves, é imprescindível assegurar-se de que você está adquirindo curiós de procedência.

Ambiente

O ambiente ideal para os curiós deve misturar a iluminação natural com a incidência da luz solar diretamente na gaiola apenas por um curto período de tempo durante o dia. Para garantir a saúde dos pássaros, certifique-se de que o local é calmo, arejado, não possua correntes de ar e não possua umidade excessiva. A utilização de telas de metal é necessária para evitar que outros animais invadam o criadouro.

Gaiolas

As gaiolas onde os pássaros ficarão podem ser adquiridas em lojas de produtos agropecuários, geralmente apresentando características e dimensões padrão. O recomendado é que sejam de arame galvanizado, com espaçamento de 12mm entre as grandes. Um piso e divisórias removíveis são “detalhes” desejáveis.

Acessórios

O curió é um pássaro muito ativo. Logo, deixar vários poleiros à disposição desse pássaro é a melhor opção. Além dos poleiros, bebedouros, comedouros e um recipiente com água para que eles possam tomar banhos devem ser dispostos pela gaiola para que os pássaros se hidratem, se alimentem e se banhem sempre que desejarem.

Cuidados

Durante a troca do bico e das penas, que ocorre, geralmente, de abril a junho, as aves ficam mais suscetíveis a doenças, o que obriga os criadores a redobrar o cuidado com a saúde delas. Nessa época, proteja ainda mais os curiós do vento e intensifique as medidas de higiene e o fornecimento de alimento de qualidade.

Alimentação

Os curiós possuem um paladar um pouco diversificado, podendo ser alimentados com painço, alpiste, milho, ração balanceada, ovo cozido ou até com ração extrusada, desde que essa última seja um complemento. Um grit mineral com pedra canga, farinha de ostra, areia de rio e calcário calcítico também é indicado.

Reprodução

Após seis meses a um ano de vida, as fêmeas já estão prontas para se reproduzirem, com a ocorrência do primeiro período fértil, que, anualmente, vai de setembro a março. A aproximação das gaiolas deve ser feita por aproximadamente 5 dias antes para que, após esse período, as divisórias possam ser abertas gradualmente.

Dados importantes

Os custos iniciais com a criação de curiós são relativamente baixos, produzindo um retorno a partir de 2 anos de criação. A criação mínima recomendada é de cinco fêmeas e um macho que seja comprovadamente raçador.

 


Conheça os Cursos CPT da Área Animais Silvestres:

Criação Comercial de Curiós e Bicudos
Criação Comercial de Canário da Terra (Chapinha)
Criação de Capivara

Fonte: Revista Globo Rural – revistagloborural.globo.com
por Renato Rodrigues

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!