WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Qual é a verdadeira galinha caipira?

Quer iniciar sua criação de galinhas caipiras e não quer errar na raça? Você tem razão, pois queimar largada é sinal que os negócios darão errado no futuro

Qual é a verdadeira galinha caipira?   Artigos CPT

 

Quer iniciar sua própria criação de galinhas caipiras e não quer errar na raça? Você está coberto de razão, pois queimar largada é sinal que os negócios darão errado no futuro. Então, vamos tratar de dar o melhor pontapé inicial.

As galinhas mais indicadas para o sistema caipira de criação são as aves de raças puras, que são as raças americanas e as de linhagens caipiras melhoradas. Mas pode-se utilizar também aves de linhagem industrial, porém, é bom lembrar que a galinha de linhagem industrial de pele e plumagem branca não tem mercado.

“A condição básica de uma galinha caipira, tanto para a produção de corte como de ovos, é que a ave se adapte à criação em piso e apresente pele amarela e plumagem colorida”, explica Marcelo Dias da Silva, professor do Curso CPT Criação de Frango e Galinha Caipira.

As raças puras utilizadas para a formação das linhagens caipiras, que apresentam dupla aptidão, servindo tanto para a produção de carne quanto de ovos são: Plymouth Rock Barrada (plumagem branco-acinzentada – carijó), New Hampshire (plumagem vermelho-brilhante) e Rhode Island Red (plumagem vermelho-escura).

Essas raças puras, de origem americana, têm sido utilizadas em programas de extensão rural, com objetivo de melhorar o plantel de aves caipira típicas (crioulas), ao serem usadas em cruzamentos com outras raças ou com marcas comerciais.

Mesmo apresentando menores índices de produtividade, em relação às marcas comerciais, permitem ao avicultor obter várias gerações de aves, sem perdas significativas da produtividade, fazendo com que esses produtores tenham maior independência em relação à aquisição ou não de pintos de um dia.

O sabor da carne da galinha caipira deve ser mais natural, apresentar textura mais firme e proporcionar uma mastigação mais lenta e saborosa. E a cor da pele dos frangos e da gema dos ovos deve ser bem pigmentada.

Nos programas de extensão rural que visam o melhoramento do plantel de aves, é muito comum se utilizar as raças americanas no cruzamento com aves existentes nas propriedades rurais ou granjas. Estes programas têm como objetivo melhorar os padrões de produção regional.

Para se trabalhar com galinha caipira, pode-se optar por dois tipos básicos de produção: a produção de carne e a produção de ovos. Mas também, pode-se comercializar pintos de um dia ou frangas em início de postura. Pode-se ainda trabalhar com uma combinação destas alternativas.

O importante é que a ave se adapte bem às condições da região na qual será criada, e haja mercado para escoar a produção. Caso contrário, o negócio não irá para a frente e o prejuízo, dependendo do investimento, poderá ser grande. Daí a importância de se procurar um técnico que possa auxiliar neste processo, antes mesmo de implantar a criação.

Há uma boa oferta de linhagens comerciais de galinhas caipiras no mercado brasileiro. São diversas as aves que podem ser produzidas no sistema caipira. Vamos ver agora quais são as raças mais indicadas e suas características.

Gostou do assunto? Quer saber mais sobre o Curso CPT? Assista ao vídeo abaixo:


 

Conheça os Cursos CPT da área Avicultura.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!