WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Como saber se estou conduzindo bem a fase da cria?

Na pecuária de corte, a cria é responsável pela produção de bezerros para as fases de recria e de engorda

Cria de bezerros - imagem ilustrativa

Alexandre Bizinoto, professor do Curso CPT Cria de Bezerros de Corte, contextualiza, dizendo que a pecuária de corte brasileira, em sua evolução histórica, passou por um longo processo de segmentação, dividindo-se em três ramos: a cria, a recria e a engorda. Dentre elas, a cria é talvez a mais importante, pois compreende a reprodução e o crescimento do bezerro até a desmama.

Nesse contexto, vale destacar que ela tem papel decisivo no futuro da criação, uma vez que esse período, que pode ir até os oito meses de idade do animal, é crucial para o desenvolvimento e produtividade dele. Ainda no âmbito da bovinocultura, a atividade tem ganhado cada vez mais importância devido ao aumento na demanda por alimento, que também tem feito com que produtores invistam em produtividade e na qualidade da carne bovina.

Logo, fica fácil perceber que a produção de bezerros precisa ser forte e consistente para garantir uma boa base na cadeia produtiva da carne. Por isso, apresentamos a seguir algumas informações necessárias para que o produtor execute a sua cria de maneira eficiente:

Reprodução

A primeira etapa da cria é a reprodução, que vai desde o sucesso na monta até o parto dos neonatos. Entretanto, não se deve pensar apenas na estação da monta e no controle do parto, mas também em outros fatores que ajudam a garantir a excelência de todo o processo, como o desempenho dos animais, o manejo das pastagens, a suplementação tanto das matrizes quanto dos bezerros e até a gestão de pessoas envolvidas na criação.

Sanidade

No que diz respeito à saúde dos bezerros, não é novidade para nenhum produtor que quaisquer problemas relacionados a ela podem ser decisivos não só para o insucesso na cria, como podem comprometer também todo o desenvolvimento do animal nas fases seguintes, além de poder prejudicar, ainda, o desempenho reprodutivo das matrizes do rebanho. Seguindo esse pensamento, investir em sanidade significa investir em mais garantias de produtividade e desempenho.

- Estratégias para garantir a sanidade

Três pontos são considerados cruciais para o manejo sanitário: a vacinação adequada, o controle de parasitas e os medicamentos que são utilizados em cuidados com os bezerros. Ressalta-se que os custos com a sanidade dificilmente chegam a 10% de todo o custo da atividade, isto é, são relativamente baixos e não podem ser negligenciados.

- Principais desafios

Ainda referindo-se à sanidade da fase da cria, os produtores costumam encontrar alguns desafios para garantir um manejo sanitário totalmente eficiente. Por exemplo, não é tão difícil encontrar bezerros que são mal colostrados, ou seja, não recebem o colostro das matrizes de forma adequada, o que evidencia um grande entrave na transmissão de imunidade passiva, tão necessária. Tetos muito grandes, maternidades em piquetes muito grandes e lotes muito grandes são algumas das principais causas, que produzem um prejuízo financeiro significativo aos bolsos dos bovinocultores.

- A cura do umbigo

Por fim, evidencia-se, também, a cura do umbigo como outro fator causador de prejuízos econômicos. Além de problemas, deficiências nesse processo chegam a causar a morte dos bezerros que acabaram de nascer, dado que essa estrutura está próxima ao outras que possuem relevância. Órgãos internos podem infeccionar ou serem contaminados e o próprio umbigo pode inflamar e desencadear problemas que levam o animal a óbito.

- Diarreia

A mencionada falha na transmissão de imunidade passiva pode acarretar a diarreia, outro distúrbio de relevância para a saúde dos neonatos. Pode ser provocada por várias causas, porém, felizmente, pode ser tratada. A diarreia – e qualquer outro problema – pode ser evitada com um bom planejamento de estratégias sanitárias para a criação.

 


Conheça os Cursos CPT da Área Gado de Corte:

Criação de Gado de Corte
Recria de Bezerros de Corte
Técnicas para Produzir Mais Bezerros

Fonte: Rehagro Blog – rehagro.com.br/blog/
por Renato Rodrigues

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!