WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Fale com uma Especialista
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Gestão zootécnica na pecuária de leite: quantidade x qualidade do volumoso

A produção de volumoso é o alicerce da pecuária leiteira e, antes de pensar na qualidade é preciso analisar se a quantidade é suficiente para alimentar o rebanho ao longo do ano

Gestão zootécnica na pecuária de leite: quantidade x qualidade do volumoso   CPT

A alimentação do rebanho é o tema principal dentro da gestão zootécnica da pecuária leiteira e está relacionada com a quantidade e com o tipo de volumoso que será produzido na propriedade de acordo com as características de cada localidade, buscando sempre eficiência no negócio.

“Contudo, antes de abordar a produção de volumoso, é preciso falar sobre a Gestão da produção e da produtividade da fazenda acerca da produção diária, mensal e anual de leite”, afirma Lucas Repolês Lourenço, professor do Curso CPT Gestão Zootécnica na Pecuária Leiteira.

A medição da produção diária de leite deve incluir:


- O leite consumido na propriedade pelos bezerros, pela mão de obra e pelo proprietário; e
- O leite vendido ao laticínio.
Esse acompanhamento é fundamental para detecção de falhas no manejo e de variações nos processos de rotina da propriedade, possibilitando ações corretivas.

Produção de volumoso


A produção de volumoso é o alicerce da pecuária leiteira e, antes de pensar na qualidade do volumoso que está sendo produzido, é preciso analisar se a quantidade é suficiente para alimentar o rebanho ao longo do ano, uma vez que a qualidade pode ser suprida com o fornecimento de concentrado.

Lembre-se:
Sem quantidade suficiente de alimento, não há produção de leite. Diante da falta de volumoso, ele deverá ser comprado pelo preço que for cobrado, o que sairá muito caro para o produtor, o qual não terá condições de se manter na atividade leiteira.

Principais pontos na escolha do volumoso


Os critérios relacionados à escolha do volumoso variam de acordo com vários fatores, entre eles:

- Produtividade das forragens;
- Adaptação à topografia, à altitude, à área disponível na propriedade, à disponibilidade de recursos (máquinas, implementos, equipamentos, capital de giro, acesso ao crédito, mão de obra, entre outros.);
- Adaptação ao rebanho e produtividade das vacas; e
- Produção de mais de um tipo de volumoso: plantar capim e produzir outro tipo de forragem, de modo que se possa fornecer silagem de capim para categorias menos exigentes.

É preciso buscar alternativas para baratear o custo do volumoso para ser mais eficiente na produção de alimento por área.

Aprimore seus conhecimentos sobre o assunto. Leia a(s) matéria(s) a seguir:


- Gestão zootécnica na pecuária de leite: a categorização do rebanho

Quer saber mais sobre o Curso? Dê Play no vídeo abaixo:


 

Conheça os Cursos CPT da área Gado de Leite.
Por Silvana Teixeira.

 

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!