WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Helicônias pequenas, fracas e com poucas flores? Sinal de FUNGO!

O fungo Calonectria spathiphylli causa a principal doença na cultura da helicônia, infectando todo o sistema radicular e rizomas

Helicônias pequenas, fracas e com poucas flores? Sinal de FUNGO!

 

Helicônias pequenas, fracas e com poucas flores? Sinal de FUNGO, mais precisamente o Calonectria spathiphylli (Cylindrocladium spathiphylli).

Este fungo cuja forma clonal ou anamórfica é Cylindrocladium spathiphylii causa a principal doença na cultura da helicônia. Infecta todo o sistema radicular e rizomas.

“Plantas normais e sadias, com alta produtividade, quando infectadas, entram em franco declínio, transformando-se em plantas pequenas, enfraquecidas e com baixa produção de flores”, explica José Geraldo Barbosa, professor do Curso CPT Produção Comercial de Antúrio, Helicônia e Spathiphyllum.

Plantas severamente doentes são levadas à morte. Os esporos e os microesclerócios do fungo disseminam-se facilmente através de material doente, restos de cultura deixados no campo, água de irrigação contaminada, ferramentas utilizadas em podas e principalmente rizomas utilizados no plantio, sem certificação de sanidade.

Gostou do assunto? Leia também a matéria abaixo:


Helicônias com míldio? Sinal de problemas!


Quer saber mais sobre o Curso CPT? Assista ao vídeo abaixo:


 


Conheça os Cursos CPT da área Floricultura.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!