WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Quais as principais doenças bacterianas em orquídeas?

Quando infectada por bactérias, a orquídea tem seu desenvolvimento comprometido e pode até mesmo morrer

Quais as principais doenças bacterianas em orquídeas?

Segundo Waldyr Fochi Endsfeldz, professor do Curso CPT Cultivo de Orquídeas para Fins Comerciais ou Hobby, as orquídeas podem ser acometidas por doenças causadas por bactérias. Quando infectadas, as plantas têm seu desenvolvimento comprometido e, em casos mais avançados da afecção, podem até mesmo morrer. Se uma orquídea apresentar sintomas de doenças bacterianas, ela deve ser imediatamente isolada das demais para não contaminar todo o orquidário.

Podridão bacteriana


A podridão bacteriana em orquídeas é causada pelo agente patógeno Pectobacterium carotovorum, além de outras bactérias. A doença causa lesões com aspecto de encharcamento nas folhas, como nas orquídeas do gênero Phalaenopsis, ou nos bulbos, como nas orquídeas dos gêneros Cattleyas, Catasetuns, Cymbidiuns e Oncidiuns.

Com o avanço da afecção, as lesões encharcadas se tornam podres nas folhas e nos bulbos das orquídeas. Por fim, o apodrecimento os derruba. Quando nos bulbos, a podridão se torna parda e com o aspecto mole, além de exalar mau odor (cheiro azedo). Se as orquídeas não receberem tratamento imediato, elas podem morrer, especialmente as do gênero Phalaenopsis.

Controle


Como prevenção, o substrato utilizado no plantio das orquídeas deve ser de boa procedência, livre de agentes patógenos. Além disso, é importante evitar água acumulada nas folhas das orquídeas, principalmente as dos gêneros Catasetuns e Phalaenopsis. Nas orquídeas do gênero Catasetuns, é fundamental não as regar no período de dormência.

Além disso, o substrato deve ser trocado sempre que estiver velho. Sem falar do controle de pragas e outras doenças, que podem favorecer a contaminação por bactérias nas orquídeas. Fora a esterilização das ferramentas ao manejar as plantas.

O uso de calda bordalesa contribui com a prevenção das doenças bacterianas em orquídeas, especialmente nos períodos chuvosos. Em caso de orquídeas contaminadas, elas devem ser isoladas e as partes lesionadas devem ser removidas com ferramenta esterilizada. Em seguida, a calda bordalesa deve ser aplicada nos cortes. Após o tratamento, antes do replantio, as orquídeas devem permanecer, na sombra, em área arejada e seca, por sete dias (ou mais).

Mancha bacteriana


A mancha bacteriana em orquídeas é causada pelo agente patógeno Acidovorax avenae e tem início com pequenas lesões encharcadas, que não apodrecem como na podridão bacteriana. Ao invés disso, as lesões se tornam irregulares e quando aumentam causam a queda das folhas das orquídeas ou morte das áreas lesionadas. Tanto a água acumulada na planta como ferimentos causam essa doença bacteriana.

Controle


Como prevenção, o substrato utilizado não pode conter agentes patógenos. Além disso, não se deve deixar água acumulada nas folhas das orquídeas. Também deve-se trocar o substrato sempre que estiver velho. Sem falar que as pragas e outras doenças devem ser controladas, para não favorecer a contaminação por bactérias. Da mesma forma, deve-se evitar ferimentos nas orquídeas e esterilizar as ferramentas de manejo.

A calda bordalesa previne doenças bacterianas em orquídeas, principalmente na época da chuva. Se a orquídea estiver infectada, ela deve ser isolada e suas lesões removidas. No local dos cortes, deve ser aplicada a calda bordalesa. Antes do replantio, deve-se manter a planta, na sombra, em área arejada e seca, por uma semana (ou mais).

Conheça os Cursos CPT da Área Floricultura:

Cultivo de Orquídeas para Fins Comerciais ou Hobby

Cultivo de Bromélias - Para fins Comerciais ou Hobby

Produção Comercial de Lírios, Gladíolos e Amaryllis

Fonte: orquideassemmisterio.blogspot.com

Por Andréa Oliveira

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!