WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Fungos e vírus causadores de doenças em melão

Alguns fatores podem interferir na qualidade e quantidade dos melões, como as doenças causadas por fungos e vírus

Fungos e vírus causadores de doenças em melão

Segundo os especialistas do FRUPEX - Programa de Apoio à Produção e Exportação de Frutas, Hortaliças, Flores e Plantas Ornamentais do Brasil, e professores do Curso CPT Produção de Melão, o melão (Cucumis melo) é um fruto suculento originário do Oriente Médio. Sua cor e textura da casca, bem como o seu sabor, variam de acordo com a cultivar. Entretanto, alguns fatores podem interferir na qualidade e quantidade dos melões, como as doenças causadas por fungos e vírus.

Fungos Podosphaera xanthii e Golovinomyces cichoracearum


Os fungos Podosphaera xanthii e Golovinomyces cichoracearum causam uma doença no melão conhecida como oídio. Ela se manifesta como pó branco nas folhas, nos pecíolos e nas hastes do meloeiro. No primeiro momento, o fungo ataca as folhas antigas e sombreadas do melão. Depois, surgem manchas amareladas que com o avanço da doença, tornam-se amarronzadas e deixam as folhas com textura de papel.

Com o passar do tempo, ocorre a desfolha do meloeiro, o que permite a queima dos frutos pelo sol. Sem falar que a quantidade e a qualidade dos frutos são comprometidas (poucos melões e melões pequenos), o que causa uma série de prejuízos ao produtor de melões. O combate de ambos os fungos deve ser realizado o quanto antes, preferencialmente com fungicidas alternados (princípios ativos diferentes) aplicados na face inferior das folhas.

Fungo Monosporascus


O fungo Monosporascus causa a podridão radicular de Monosporascus no melão. Os sintomas iniciais se manifestam nas folhas antigas da coroa do meloeiro. Com o tempo, as folhas se tornam cloróticas até fenecerem. As lesões com cor castanho-avermelhada se concentram nas raízes até que se tornem secas. Também surgem peritécios negros e esféricos, nas raízes do meloeiro, no fim da safra e após a colheita do melão.

Áreas com infestação do patógeno devem ser isoladas e não podem ser utilizadas para o plantio de melão. Os fungicidas podem ser aplicados por sistema de irrigação por gotejamento no início da safra. Antes de plantar melão, os restos culturais anteriores devem ser removidos e devidamente descartados.

Vírus CYSD


O vírus CYSD causa a doença cucurbit yellow stunting disorder, que se manifesta de forma similar ao amarelão do melão. O principal vetor do vírus CYSD é a mosca branca Bemisia. Os primeiros sintomas da doença são manchas cloróticas, nas folhas do meloeiro, acompanhadas do amarelecimento foliar. Com o avanço da doença, as folhas se curvam para cima e se tornam quebradiças. O teor de açúcar dos frutos é significativamente reduzido, o que inviabiliza a comercialização dos melões.

Para evitar que a doença acometa a cultura, deve-se realizar o plantio em época de baixa incidência de moscas brancas. Além disso, pode-se impedir o acesso das moscas brancas aos meloeiros com o uso de telas e túneis de malha. Entretanto, eles devem ser removidos antes do período de floração do melão.

Conheça os Cursos CPT da Área Fruticultura:

Produção de Melão

Produção de Mamão

Produção de Banana

Fonte: Seminis

Por Andréa Oliveira

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!