WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Abortos em bovinos? Conheça as possíveis causas

Gestações mais curtas que o normal podem gerar bezerros mais leves, com mais dificuldades em absorver nutrientes e, consequentemente, passíveis de mais problemas

Abortos em bovinos? Conheça as possíveis causas   Artigos CPT

A duração da gestação pode apresentar importância clínica para os bezerros, pois gestações 3 ou 4 dias mais curtas que o normal podem gerar bezerros mais leves, com mais dificuldades em absorver nutrientes e, consequentemente, passíveis de mais problemas.

“Normalmente, a gestação de taurinos dura aproximadamente 285 dias enquanto a gestação de zebuínos dura aproximadamente 292 dias”, explica Dr. Paolo Antônio Dutra Vivenza, professor do Curso CPT Clínica Médica de Bovinos.

A partir disso, a atenção deve ser voltada para a anotação dos índices zootécnicos, pois só é possível fazer a previsão do parto se as datas de inseminação ou monta forem registradas adequadamente, lembrando que estresse térmico pode antecipar o parto.

É importante estabelecer algumas diferenças conceituais entre abortos, perdas embrionárias ou absorções embrionárias, e natimorto, pois nem sempre esses termos podem ser usados como sinônimos:


- Absorção embrionária: acontece do dia da concepção até 42 ou 45 dias de vida desse embrião.
- Aborto: a partir dos 42 dias ou 45 dias até aproximadamente 260 dias de gestação.
- Natimorto: A partir de 260 dias de gestação, justamente porque o bezerro já estaria todo formado e pronto para nascer.

Foto: Perda embrionária, aborto e natimorto   Artigos CPT

Foto: Perda embrionária, aborto e natimorto.

Na maioria das situações, as causas principais de abortos são doenças bacterianas, virais e por protozoários. A mais importante delas é a brucelose, zoonose que causa aborto geralmente no terço final da gestação. Outras doenças que podem causar aborto são leptospirose, IBR e BVD, tricomoníase, campilobacteriose, neosporose.

Outras causas de aborto são:


- Aspectos nutricionais: quando a vaca prenha tem uma queda muito brusca na alimentação ou tem o aporte nutricional diminuído de forma muito rápida, pode não conseguir sustentar a gestação.
- Estresse: o estresse é liberador de cortisol, substância que prejudica a manutenção dessa gestação.
- Traumas: alguns acidentes podem ocasionar até a morte do feto e, consequentemente, aborto.

É importante entender a consequência do aborto para o animal que o sofreu, sendo isso o principal aspecto clínico que deve ser avaliado. A prevenção só é feita a partir de diagnósticos e acompanhamento veterinário.

Gostou da matéria? Quer aumentar um pouco mais seus conhecimentos sobre o assunto? Leia a(s) matéria(s) abaixo:


Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas: quando instalar?

Quer saber mais sobre o Curso? Dê Play no vídeo abaixo:


 

Conheça os Cursos CPT da área Medicina Veterinária.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!