WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Fale com uma Especialista
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Criação de caprinos: vacinação e aplicação de medicamentos

Apesar de serem utilizadas várias vacinas na caprinocultura, segundo a Instrução Normativa no 87 do MAPA, não é obrigatória a prática de nenhum tipo de vacina para os pequenos ruminantes

Criação de caprinos: vacinação e aplicação de medicamentos   Artigos CPT

Vacina é uma substância capaz de produzir reação imunológica com formação de anticorpos contra um agente específico. “Apesar de serem utilizadas várias vacinas na caprinocultura, segundo a Instrução Normativa no 87 do MAPA, não é obrigatória a prática de nenhum tipo de vacina para os pequenos ruminantes”, explica Maria Pia Souza Lima Mattos de Paiva Guimarães, professora do Curso CPT Criação de Cabras Leiteiras - Instalações, Raças e Reprodução.

Os caprinos, no entanto, são bastante susceptíveis a doenças como Clostridioses, que causam alta mortalidade entre esses animais, sendo necessária a vacinação. Outras doenças que requerem vacinação: Linfadenite caseosa, Ectima contagioso e Raiva (surtos).

Vacinação


A vacina deve ser armazenada dentro de uma caixa de isopor com gelo, e administrada no período mais frio do dia, como no início da manhã e no final da tarde.

- Cuidado quanto à diluição e homogeneização; não se deve segurar o frasco pelo meio para não alterar a temperatura e, consequentemente, desnaturar a proteína que a compõe.
- Realizar todas as medidas de antissepsia ao vacinar os animais, utilizando algodão embebido em álcool 70%.
- Deve-se utilizar agulhas e seringas descartáveis.
- Não se deve vacinar animais doentes.

Como aplicar?


Deve-se agitar o frasco para homogeneização da solução; inserir a agulha no frasco; deve-se deixar uma agulha no frasco e utilizar outra para realizar a aplicação. Antes de aplicar a vacina, faz-se uma prega no local da aplicação e realiza-se a assepsia.

Aplicando a vacina         Artigos CPT

Foto: Aplicando a vacina

 

Doença

Idade

Frequência

Clostridioses
(Enterotoxemia, carbúnculo sintomático, doença do rim polposo)

2 a 5 meses; gestantes, 3 semanas antes do parto

Anual

Linfadenite caseosa

3 meses (reforço, 30 dias)

Anual

Raiva

4 meses

Anual

Tabela: vacinação de caprinos

Aplicação de medicamentos


Via oral

- Pode ser feita com seringa ou pistola dosadora, e deve ser posicionado entre a bochecha e os dentes do animal. O instrumento não deve ser posicionado na língua do animal devido ao maior risco de ocorrer engasgos.

Via intramuscular

- A escolha o local depende da espécie do animal. Para animais de corte, a área mais comum é a região denominada tábua do pescoço, como mostra a foto.
- Pode-se utilizar agulha de 0,8x25 mm ou de 0,7x25 mm.
- Antes de aplicar o medicamento, deve-se realizar a antissepsia.
- Em seguida, introduz-se a agulha, aspira para verifica se está no lugar correto, o que é indicado pela ausência de sangue, e inocula-se o medicamento.

Gostou do assunto? Leia a(s) matéria(s) abaixo:


Pastagens para caprinos: dicas para uma correta implantação

Quer saber mais sobre o Curso? Dê Play no vídeo abaixo:


 

Conheça os Cursos CPT da área Criação de Cabras.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!