WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Fale com uma Especialista
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Exame tanatológico: você já ouviu falar dele?

É importante que todo médico veterinário conheça um pouco sobre o exame tanatológico, as indicações para a realização e o preparo prévio do animal, apresentando os materiais necessários para o exame necroscópico

Exame tanatológico: você já ouviu falar dele?

A tanatologia é o estudo sobre a morte. É dividido em três partes: perinecropsia, necropsia completa e exames complementares. “É importante que todo médico veterinário conheça um pouco sobre o exame tanatológico, as indicações para a realização e o preparo prévio do animal, apresentando os materiais necessários para o exame necroscópico”, explica o professor João Paulo Machado, do Curso CPT Anatomia Patológica: Técnicas de Necropsia.

O exame tanatológico é dividido em três partes:


- Perinecropsia: no qual se faz o levantamento histórico clínico do paciente e do rebanho;
- Necropsia completa: que começa com o exame externo do cadáver e depois parte para a retirada e exame dos órgãos;
- Exames complementares: histopatologia, citopatologia, microbiologia, toxicologia, imuno-histoquímico, PCR, sorologia, etc.

A necropsia deve ser realizada em casos de:


- Mortes ocasionadas em rebanhos de animais;
- Mortes por causas desconhecidas;
- Necessidade de laudos periciais (Medicina Veterinária Forense);
- Suspeita de envenenamentos.
Em exames tanatológicos, analisar o ambiente em que o cadáver se encontra pode ser muito importante!

Como fazer a necropsia?


A necropsia nunca deve ser feita pela metade. Ela deve ter início e fim, realizada de uma só vez e de forma detalhada, organizada e padronizada. Além de cortes, demanda avaliação dos órgãos e interpretação das alterações orgânicas do organismo do cadáver. Portanto, é fundamental conhecer as causas mais prováveis de cada alteração e saber conduzir uma investigação que culmine no diagnóstico. Todavia, quando não for possível chegar ao diagnóstico apenas pela necropsia, deve-se lançar mão dos exames complementares.

Antes da necropsia, é preciso:


- Organizar os materiais e instrumentos que serão utilizados;
- Paramentação com luvas e máscaras.

Foto: Materiais utilizados na necropsia e na coleta de material para análise Artigos CPT

Foto: Materiais utilizados na necropsia e na coleta de material para análise

Gostou da matéria? Quer aumentar um pouco mais seus conhecimentos sobre o assunto? Leia a(s) matéria(s) abaixo:


Necropsia em equinos? Faça a retirada dos órgãos corretamente

Quer saber mais sobre o Curso? Dê Play no vídeo abaixo:


 

Conheça os Cursos CPT da área Medicina Veterinária.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!