WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Olhos dos animais domésticos: você sabe qual a função das pálpebras?

Os olhos são órgãos sensíveis e, por isso, qualquer alteração neles ou em uma das demais estruturas fisiológicas oftálmicas incomoda o animal, provocando irritação e dor

Olhos dos animais domésticos: você sabe qual a função das pálpebras?

Os olhos são órgãos sensíveis e, por isso, qualquer alteração neles ou em uma das demais estruturas fisiológicas oftálmicas como, pálpebras, ductos lacrimais, músculos extraoculares etc., incomoda o animal, provocando irritação e dor.

É importante compreender que a anatomia oftálmica é complexa e bem estruturada, de modo que as enfermidades e afecções oftalmológicas que podem acometê-las são inúmeras”, explica Kelly Cristine de Sousa Pontes, professora do Curso CPT Oftalmologia veterinária.

O Médico Veterinário deve ter consciência de que é impossível querer tratar um órgão sem antes conhecer a fundo sua anatomia e fisiologia. Ao contrário do que muitos pensam, o alvo de estudo da oftalmologia vai muito além do globo ocular que, por si só, já apresenta diferentes estruturas.

Veja o esquema geral do olho de um animal:

Esquema de um olho de animal com foco nas pálpebras

Esquema de um olho de animal com foco nas pálpebras.
Fonte: Slatter, D. Fundamentos de oftalmologia Veterinária, 5 ed. 2013.


As principais funções das pálpebras são:

- Proteção: contra agressões externas, corpos estranhos, dentre outros.

- Filme lacrimal: produção de mucina e lipídios.

- Ato de piscar, promovendo:

Distribuição do filme lacrimal: nutrição.

Drenagem do filme lacrimal: remoção de “produtos tóxicos”.

Remoção física de debris da superfície ocular.


A pálpebra superior é composta por cílios. Já, em cães e gatos, a pálpebra inferior é desprovida de cílios e cercada por pelos.

Ao everter a pálpebra, observa-se a margem palpebral e, logo abaixo (cerca de 1 mm) desta, as glândulas de meibômio (todas paralelas), com pontos minúsculos que são as suas aberturas.

Imagem real da pálpebra de um cão e seus constituintes

Imagem real da pálpebra de um cão e seus constituintes: (A) Pálpebra superior; (B) Pálpebra inferior; (C) Terceira pálpebra; (D) Margem palpebral; (E) Glândulas de Meibômio.


As pálpebras estarão em posicionamento normal quando se consegue visualizar a margem palpebral encostando completamente na superfície ocular, fazendo com que, no ato de piscar, aconteça a distribuição do filme lacrimal na superfície ocular.

No gato, as estruturas são um pouco menores e mais delicadas, e assim como o cão, o gato possui cílios apenas na pálpebra superior. A margem palpebral fica rente à superfície ocular.


Quer saber mais sobre o Curso? Dê Play no vídeo abaixo:

  

Conheça os Cursos CPT da área Medicina Veterinária.
Por Daniela Guimarães

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!