WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Fale com uma Especialista
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Tudo o que você precisa saber sobre agrofloresta

O Sistema de Agrofloresta é uma forma sustentável de produção de alimentos, que preserva a vegetação nativa da área

Tudo o que você precisa saber sobre agrofloresta

Agricultores do Brasil e do mundo têm investido no Sistema de Agrofloresta como forma sustentável de produção de alimentos. Com incentivos de empresas e organizações não governamentais, o SAF mantém a eficiência produtiva das lavouras, além de preservar as espécies vegetais nativas (baixo impacto ambiental). Diferentemente da monocultura, que apresenta uma série de desvantagens, dentre elas, a degradação do solo.

Definição de agrofloresta


Na agrofloresta, o produtor mantém a vegetação nativa junto às mais variadas culturas. Trata-se da integração da agricultura com a floresta, fundamentada na sustentabilidade da produção. O principal objetivo do SAF é fazer com que a diversidade de plantas contribua com o meio ambiente em sua plenitude. Por meio dele, as melhores características das plantas nativas aumentam a eficiência produtiva da área cultivada.

Ao contrário da monocultura, na qual apenas uma cultura é implantada na área, a agrofloresta busca o cultivo de várias plantas na mesma área sem a remoção das espécies vegetais nativas. Vejamos os exemplos abaixo:

Exemplos de SAF


Plantas arbustivas e frutíferas em meio a pastagens: o produtor garante sombra de qualidade ao rebanho, que permanece em uma área limitada pelos arbustos, onde pode pastar tranquilamente. Frutíferas, leguminosas e café em meio a árvores nativas: além de tornar a área ainda mais produtiva, o solo é enriquecido com matéria orgânica, o que contribui com a sua fertilidade e conservação.

Principais vantagens do SAF


Aumenta a biodiversidade

No SAF, a relação ecológica entre indivíduos de espécies diferentes, onde todos são beneficiados pela interação (mutualismo), permite a manutenção da fauna e da flora da região, o que aumenta a biodiversidade.

Reduz o desmatamento

Na agrofloresta, as culturas usam apenas o espaço necessário para se desenvolverem junto a espécies vegetais nativas da região. A interferência do homem no meio é mínima, o que reduz significativamente o desmatamento.

Preserva nascentes e mananciais

A conservação das espécies vegetais nativas em meio aos cultivos garante a preservação de nascentes e mananciais, além de lagos, lagoas e rios. Com isso, o potencial de infiltração da água da chuva aumenta, o que favorece a recarga dos lençóis freáticos.

Melhora a qualidade do solo

As espécies vegetais mantidas na área trocam diversos nutrientes com o solo, o que melhora a sua fertilidade. Sem falar que a matéria orgânica produzida por uma árvore nutre outra árvore e demais plantas existentes na área.

Conheça os Cursos CPT da Área meio Ambiente:

Impactos Ambientais na Propriedade Rural - Prevenção e Controle

Reposição Florestal

Restauração Florestal em Áreas de Preservação Permanente e Reserva Legal

Fonte: Tecnologia no Campo

Por Andréa Oliveira

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!