WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

3 doenças muito comuns em coelhos

Para o sucesso da criação de coelhos, o cunicultor deve adotar um bom manejo sanitário para evitar doenças no plantel

3 doenças muito comuns em coelhos

De acordo com Hélcio Vaz de Mello, professor do Curso CPT Coelhos - Técnicas de Criação, a cunicultura é a atividade zootécnica, que trata da criação de coelhos, destinada basicamente à produção de carne, pele e pelos. Nos últimos anos, o interesse pela criação tem aumentado por seu potencial de produção de carne de alto valor nutricional com o mínimo de investimento. Entretanto, o cunicultor deve adotar um bom manejo sanitário para evitar doenças no plantel.

Confira abaixo 3 doenças muito comuns em coelhos:

Cocciose hepática


A cocciose hepática é uma doença causada por um protozoário e acomete não apenas um único coelho, mas vários animais do plantel, principalmente os que têm entre 2 e 4 meses de vida. Como os coelhos adultos são mais resistentes, eles conseguem vencer a doença, mas são transmissores. Afinal, o agente patógeno se encontra nas fezes dos coelhos infectados e pode contaminar as instalações onde os animais vivem, bem como a comida e a água.

Os principais sintomas são inapetência, apatia, prostração, inchaço no ventre, diarreia e pelos arrepiados. Em casos mais graves da doença, os coelhos podem apresentar paralisia das patas e convulsões. Uma forma de prevenir esse mal no coelhário é com a manutenção sanitária das instalações, com a limpeza e desinfecção do local. Além disso, o alojamento dos coelhos deve permanecer seco e bem ventilado.

Mixomatose


A mixomatose é uma das doenças mais graves em coelhos. Os principais sintomas são febre repentina, perda de peso, congestão e inflamação ocular, corrimento nasal (que evolui progressivamente), inchaço na cabeça, além de tumores nas orelhas, na boca e no nariz. Com a evolução da doença, os tumores atingem os genitais e o ânus dos animais. Em casos mais graves, os coelhos morrem entre 4 e 8 dias.

A boa notícia para os cunicultores é que existe uma vacina para imunizar os coelhos contra essa terrível doença. Entretanto, os animais já contaminados devem receber tratamento apropriado após a avaliação do médico veterinário.

Sarna auricular


A sarna auricular é uma doença parasitária, que acomete a pele da parte interna dos ouvidos do coelho. Os principais sintomas são irritação severa no interior do ouvido do animal, coceira frenética do ouvido com as patas, além de inflamação. Com o avanço da doença, surge nos ouvidos uma secreção amarelada, que se torna espessa até formar uma crosta e fechar os ouvidos do coelho.

A limpeza do ouvido do coelho com o auxílio de uma pinça (com algodão embebido em uma solução otológica) é o melhor tratamento. Por meio desse procedimento cuidadoso (para não machucar o animal), é possível remover partes da secreção endurecidas. Além disso, o uso de spray sarnicida prescrito por médico veterinário pode ser necessário.

Conheça os Cursos CPT da Área Pequenas Criações:

Coelhos - Técnicas de Criação

Criação do Bicho-da-Seda

Criação de Borboletas

Fonte: Canal do Pet

Por Andréa Oliveira

Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis Como Iniciar seu Negócio

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!