WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Aumente a rentabilidade da pecuária de corte! Baixe o guia sobre manejo reprodutivo e sanitário do gado de corte!

A rentabilidade e o sucesso da pecuária de corte dependem dos manejos reprodutivo e sanitário do rebanho

Aumente a rentabilidade da pecuária de corte! Baixe o guia sobre manejo reprodutivo e sanitário do gado de corte!

A rentabilidade e o sucesso da pecuária de corte dependem dos manejos reprodutivo e sanitário dos bovinos. Quando realizados com base em estratégias bem estruturadas, o pecuarista consegue maximizar o desempenho reprodutivo e produtivo rebanho. A escolha de touros férteis, por exemplo, melhora o padrão do rebanho por gerar crias com alto potencial reprodutivo. Afinal, um único macho reprodutor é capaz de cobrir 25 a 40 vacas.

Por outro lado, quando o touro apresenta baixa fertilidade, ele passa essa característica a seus descendentes, que são muitos, pois sua função é cobrir o maior número de vacas. Por esses motivos, antes de proceder à monta ou à inseminação artificial, o potencial reprodutivo do touro deve ser criteriosamente avaliado. Isso é possível com o exame andrológico completo do animal, para reduzir as chances de subfertilidade ou infertilidade no rebanho.

Além do custo-benefício favorável, as técnicas e tecnologias empregadas no manejo reprodutivo do gado de corte devem apresentar eficiência comprovada. “No caso da inseminação artificial, por exemplo, o pecuarista alcança um retorno de quase 20% do capital investido. Fora a redução dos intervalos entre partos e o ganho genético do rebanho”, afirmam Luiz Antônio Josahkian e Carlos Henrique Cavallari Machado, professores do Curso CPT Melhoramento Genético de Gado de Corte.

Quanto ao manejo sanitário do gado de corte, o pecuarista deve avaliar os índices zootécnicos do rebanho para ajudá-lo nas tomadas de decisão. Para aumentar a performance reprodutiva e produtiva do rebanho e evitar perdas com a mortalidade dos animais, é essencial seguir um programa sanitário bem elaborado, com calendário de vacinações e “controle de ectoparasitas (carrapatos) e endoparasitas (vermes)”, completa Jackson Victor de Araújo, professor do Curso CPT Prevenção e Controle de Doenças em Bovinos - Verminose.

São três as vacinas mais importantes para imunização do rebanho: contra febre aftosa, raiva e tuberculose. Inclusive, essas três doenças são consideradas zoonoses, ou seja, podem contaminar os seres humanos. A vacina contra a febre aftosa, por exemplo, é obrigatória, pois a doença impacta negativamente na exportação da carne bovina brasileira. Daí a extrema importância da biosseguridade na pecuária de corte nacional.

Pensando nisso, a equipe de conteúdo do CPT elaborou o e-book Manejo Reprodutivo e Sanitário do Gado de Corte: Guia Essencial do Pecuarista. Basta baixá-lo, em nosso site, gratuitamente, para ter acesso a informações essenciais a quem busca lucratividade na pecuária de corte. Nele, o pecuarista aprenderá sobre época e duração da estação de monta, inseminação artificial, avaliação dos touros reprodutores, avaliação das vacas ao parto, doenças da reprodução, vacinação do rebanho, controle de ecto e endoparasitas. E muito mais!

Conheça os Cursos CPT da Área Gado de Corte:

Melhoramento Genético de Gado de Corte

Inseminação Artificial em Bovinos - Convencional e em Tempo Fixo

Prevenção e Controle de Doenças em Bovinos - Verminose

Por Andréa Oliveira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!