WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Fale com uma Especialista
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Concentrados e volumosos se complementam na alimentação animal

Saber balancear a ração é muito importante para o sucesso do empreendimento

Conhecendo os diversos tipos de alimentos, é possível utilizar, de maneira racional, várias alternativas de alimentação.

Alimentos volumosos são aqueles que contêm alto teor de fibra bruta, mais que 18%, e baixo valor energético. Nesse grupo, incluem-se as pastagens, as forrageiras para corte, fenos, silagens, restos culturais, resíduos de agroindústrias, cascas, sabugos e outros.

As principais características desses são a capacidade de manter a flora do rúmen, serem fonte de cálcio e microminerais. Para vacas leiteiras, são importantes para manter o teor de gordura do leite. Seu uso permite a produção de alimentos de alto valor nutritivo com menores custos.

O professor Gilmar Ferreira Prado, no curso Alimentação de Gado de Corte, desenvolvido pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, enfatiza que “as pastagens constituem a principal fonte de alimentos para ruminantes, principalmente no clima tropical, que é altamente favorável ao desenvolvimento das forrageiras”.

Os alimentos concentrados energéticos apresentam menos de 20% de proteína bruta. São representados, principalmente, pelos grãos de cereais e seus subprodutos, raízes e tubérculos, e as gorduras e óleos de origem vegetal ou animal.

Os concentrados proteicos apresentam mais de 20% de proteína bruta em sua composição e podem ser de origem vegetal, como as oleaginosas; de origem animal, excluídos os ossos e gorduras; subprodutos; excrementos de aves; “cama” de animais; entre outros.

“Dentre os alimentos que podem ser utilizados como concentrados, existem dois em especial: o milho, que serve como referencial para os concentrados energéticos, e a soja, utilizada como referência a concentrados proteicos”, afirma o professor Prado, especialista em nutrição animal.

Conhecendo os diversos tipos de alimentos, é possível utilizar, de maneira mais racional, variadas alternativas de alimentação para bovinos de corte.  Ao escolhê-los, deve-se considerar sua disponibilidade na região, economia, praticidade e se é o que melhor atende às necessidades nutricionais do rebanho.

Curso CPT - Alimentação de Gado de Corte

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!